Quase 760 milhões de adultos não eram capazes de ler ou escrever uma frase simples em 2015

Fpto: Pedro Serapio - reprodução Gazeta do Povo

Relatório da Unesco apresentado nesta quarta-feira (15) aponta que 63% dos adultos com baixas habilidades de alfabetização são mulheres

Mesmo com os avanços nas políticas de aprendizagem e de educação de adultos nos últimos anos, 758 milhões deles, incluindo 115 milhões de pessoas com idade entre 15 e 24 anos, não tinham capacidade de ler ou escrever uma simples frase em 2015. É o que aponta o 3º Relatório Global sobre Aprendizagem e Educação de Adultos (Grale III), divulgado nesta quarta-feira (15) pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

LEIA TAMBÉM: Ensino Religioso deve fazer parte do currículo escolar?

De acordo com o levantamento, a maioria dos 144 países signatários do Marco de Ação de Belém, assinado em 2009 no Brasil, informou não ter alcançado a meta de melhorar em 50% os níveis de alfabetização de adultos até 2015 proposta pelo Educação para Todos, compromisso global firmado por 164 governos reunidos na Cúpula Mundial de Educação, em Dakar, em 2000.

Aprovado por ocasião da 6ª Conferência Internacional de Aprendizagem e Educação de Adultos, no Marco de Ação de Belém os países concordaram em melhorar a aprendizagem e a educação de adultos em cinco áreas: políticas, governança, financiamento, participação e qualidade. Os signatários do acordo se comprometeram a adotar ações em aprendizagem e educação de adultos por meio de políticas públicas e leis.

Para ler na íntegra, acesse: http://www.gazetadopovo.com.br/educacao/quase-760-milhoes-de-adultos-nao-eram-capazes-de-ler-ou-escrever-uma-frase-simples-em-2015-3vvfqsiwmxlhktaoa0nvhia6t

http://www.gazetadopovo.com.br/educacao/quase-760-milhoes-de-adultos-nao-eram-capazes-de-ler-ou-escrever-uma-frase-simples-em-2015-3vvfqsiwmxlhktaoa0nvhia6t

Data de Publicação: 16/02/2017